ARDÊNCIA BUCAL: ainda um desafio

Por Dr. Daniel Bonotto.

A Síndrome da Ardência Bucal (SAB) é caracterizada pela sensação persistente de ardência e queimação na língua e/ou outras regiões da mucosa oral; podendo estar associada ainda a alterações de paladar e boca seca. A prevalência é alta, podendo afetar de 0,7 a 5% da população. O diagnóstico somente pode ser estabelecido após terem sido descartadas causas locais ou sistêmicas, ou seja, outras doenças que podem ter como sintoma a ardência bucal, por exemplo: candidíase, liquen plano, diabetes, distúrbios da tireoide, etc.

Os estudos demonstram que a SAB é frequentemente associada a distúrbios de estresse, ansiedade e depressão. Além disso, o desenvolvimento da SAB parece estar relacionado a neuropatia central e periférica. Uma série de disfunções neuronais tem sido observadas nesses pacientes: diminuição no número de fibras nervosas de pequeno diâmetro; alteração na expressão de alguns receptores; disfunção do sistema supressor descendente, entre outras. Ou seja, o entendimento da SAB passa por distúrbios psicoemocionais e fisiológicos, nos quais o processamento da dor está inadequado. Todos esses fatores tornam a Síndrome da Ardência Bucal um grande desafio para o profissional . O tratamento é complexo e envolve abordagem multidisciplinar. Medicações tópicas como clonazepam, capsaicina, lidocaína e sistêmicas como antidepressivos tricíclicos, anticonvulsivantes e opioides podem trazer conforto ao paciente. Além disso, é fundamental o eixo psicoemocional envolvido com a SAB tenha a abordagem adequada pela psicologia e psiquiatria.

Referencias:

Nasri-Heir C, Shigdar D, Alnaas D, Korczeniewska OA, Eliav R, Heir GM. Primary burning mouth syndrome: Literature review and preliminary findings suggesting possible association with pain modulation. Quintessence Int. 2017 Nov 30:49-60

Feller L, Fourie J, Bouckaert M, Khammissa RAG, Ballyram R, Lemmer J. Burning Mouth Syndrome: Aetiopathogenesis and Principles of Management. Pain Res Manag. 2017; 2017:192626

Postado em Blog por

Deixe um comentário

Inscreva-se em nossa newsletter e receba dicas e informações sobre os nossos tratamentos!