O que causa Disfunção da ATM em crianças e adolescentes?

A Disfunção da ATM não é exclusiva dos adultos. Os sinais e os sintomas da Disfunção da ATM podem ser encontrados em todas as idades. Estudos epidemiológicos têm relatado aumento de sinais e sintomas de Disfunção da ATM em crianças a partir de 6 anos de idade até a adolescência.

O aumento do ritmo de trabalho imposto aos pais, reflete nos filhos sinais de ansiedade. Além disso, o excesso da cobrança e de atividades complementares aos estudos escolares também pode gerar sinais de estresse em crianças e adolescentes.

Além dos fatores psicológicos, doenças sistêmicas, traumatismos, infecções e lesões em áreas de crescimento ósseo podem influenciar de forma importante o desenvolvimento durante esta fase crítica de crescimento.

Bonottoodonto-03

Os pais devem estar sempre muito atentos aos sinais da disfunção da ATM como distúrbios do sono, ansiedade, estresse, agitação, perda de concentração, queda do rendimento escolar. Também devem observar as queixas da criança no que se refere à presença de dor de cabeça, dor pré-auricular, dor nos músculos mastigatórios, ruídos articulares, limitações na amplitude de movimento ou desvios durante a função mandibular.

A equipe multidisciplinar da Clínica Bonotto Odontologia é qualificada no diagnóstico e tratamento das disfunções da ATM em crianças, adolescentes e adultos em Curitiba. Com um atendimento personalizado e acessível, você consegue ter um diagnóstico preciso e tratar da melhor maneira possível.

 

 

Referências

1. Cutbirth ST. Increasing vertical dimension: considerations and steps in

recosntruction of the severely worn dentition. Pract Proced Aesthet

Dent. 2008;20(10):619-26.

2. Manfredini D, Castroflorio T, Perinetti G, Guarda-Nardini L. Dental

Occlusion, body posture and temporomandibular disorders: where we

are now and where we are heading for. J Oral Rehabil.

2012:39(6):463-71.

3. Motta LJ, Martins MD, Fernandes KP, MesquitaFerrari RA, Biasotto-

Gonzalez DA, Bussadori SK. Craniocervical posture and bruxism in

children. Physiother Res Int. 2011;16(1):57-61.

4. Egermark-Eriksson I, Carlsson GE, Magnusson T. A 20-year

longitudinal study of subjective symptoms of temporomandibular

disorders from childhood to adulthood. Acta Odontol Scand.

2001;59(1):40-8.

5. Thilander B, Rubio G, Pena L, de Mayorga C. Prevalence of

temporomandibular dysfunction and its association with malocclusion

in children and adolescents: an epidemiologic study related to specified

stages of dental development. Angle Orthod. 2002;72(2):146-54.

6. Toscano P, Defabianis P Clinical evaluation of temporomandibular

disorders in children and adolescents: a review of the literature. Eur J

Paediatr Dent. 2009;10(4):188-92.

7. Pereira LJ, Pereira-Cenci T, Del Bel Cury AA, Pereira SM, Pereira AC,

Ambosano GM, Gavião MB. Risk indicators of temporomandibular

disorder incidences in early adolescence. Pediatr Dent.

2010;32(4):324-8.

8. Lopes RG, Godoy CHL, Motta LJ, Biasotto-Gonzalez DA, Fernandes

KPS, Giannasi L, Ferrari RAM, Bussadori SK. Avaliação da relação

entre disfunção temporomandibular e dimensão vertical de oclusão em

crianças de 7 a 12 anos. Rev. CEFAC. 2014;16(3):892-8.

9. Thilander B, Rubio G, Pena L, Mayorga C. Prevalence of

temporomandibular dysfunction and its association with maloclusion in

children and adolescentes: An epidemiologic study related to specified

stages of dental development. Angle Orthodont. 2002;72(2):146-54.

Deixe um comentário

Inscreva-se em nossa newsletter e receba dicas e informações sobre os nossos tratamentos!